Uma criança alegre e abençoada por Deus….

o blog segue….assim como a vida segue….

Aos poucos nosso pequeno Pedro Henrique, vai perdendo as dobrinhas de bebê, mas não a graça e o jeito único de cativar à todos por onde passa…

Uma criança ativa (confesso que ativa até demais)….E por ser assim  tão ativo,  foi rotulado muitas vezes de hiperativo…A escola sempre tentando entender o comportamento do PH, sempre aprendendo e absorvendo tudo, como uma esponja, mas sempre tão ativo e arredio àos amigos….

Cada dia nosso príncipe mais lindo!

Em janeiro de 2013 completou 4 anos…..QUATRO ANOS JÁ!!!!!!

Fiquei quase um ano organizando a festa dele…que desta vez seria na nossa chácara….o PH sempre mostrou amor pelo circo…apaixonado pelo Patati Patatá…

p001p002p003p007p008p009p013p023p014p018p030p024p032p038p052p053p051p047p073p076p081p083p087p088p091p093p094p095p097p098p103feitos um para o outro♡♡♡ amor ♡♡♡ amor!p106p111p114p115p118Nem tudo saiu como eu queria, Quis DEUS que chovesse…choveu e esfriou….Mas tudo bem, esse nem foi o problema maior, contratei um buffet que não cumpriu com o contrato…me irritei, fiquei nervosa…mas o que importa é que meu filho não percebeu nada…amou tudo….no fim deu td certo!!!!

Ter uma criança em casa, toma muito do nosso tempo…. Dei uma parada no processo de escrever diariamente no blog, mas hoje mais do que nunca senti necessidade de retomar….

Vou dar uma lida de onde parei e retornar do mesmo ponto….Meu bebê cresceu!!!! agora tá com 5 anos e meio….

DSC_6071

Escrevi até meados de 2011…muitas coisas acnteceram nesse meio tempo….

Em 22/01/2012 meu príncipe fez 3 aninhos…A festa foi em um buffet aqui em Guarulhos mesmo, no buffet Planeta Sonho…o Tema foi: Carros….foi lindo e emocionante…o PH se comportou como um mocinho….se divertiu demais….

LEO_6474LEO_6522LEO_6550LEO_6595LEO_6643LEO_6663LEO_7771LEO_6733LEO_7725LEO_7677LEO_6711

Foi uma festa incrível….pela primeira vez os amiguinhos da escola….

Falando em escola em 2012, ele foi para o G3…um ano meio complicado, sem grandes novidades…o PH q já conhecia letras, números, cores desde que tinha 1 ano e  meio…não teve avanços na escola, houve mudanças de professoras no meio do primeiro trimestre….Eu percebia avanços em casa com o PH, mas não tinha relação com o aprendizado na escola, não entendia como uma criança inteligentíssima, aprendendo tanto em tão pouco tempo, podia não ter avanços mais significativos na escola….pedi reuniões…tentei conversar na escola…havia algo que não coincidia…

Fatos legais na escola em 2012: Acantonamento

Onde as crianças dormiram na escola, foi a primeira vez, desde que ele nasceu que dormimos separados…uma sensação estranha…..8133456647_5a5389138d_b8132873879_60d7dacb8b_b8133003884_7871fd3b9d_b8141286862_85343df689_c

Aí a gente vê que filhos precisam desses momentos de independência….o momento mais importante, foi no dia seguinte, ver a carinha de feliz dele, depois de uma noite fora de casa…saber que ele dormiu bem….não deu trabalho algum…

Ah também teve um passeio sem a mamãe, excursão da escola para um Castelo Medieval….lindo dia….as mamães preocupadíssimas e as crianças amando tudo aquilo!

65375_299506146822131_1670369631_npasseio 3

passeio

 

Muitos avanços nesse ano….o PH continuou na aula de música ♫♪…a música desde que ele nasceu esteve muito presente na vida do nosso pequeno PH….

Depois eu volto pra registrar mais sobre esse anjo que DEUS colocou na minha vida….

MUITO LINDO VER O MEU GATINHO, PRATICANDO TORRE COPOS…QUANDO ELE DEIXA CAIR ELE GRITA: CALMA …TEM MAIS UMA CHANCE…NÉ LUCIANO HUCK

QUANDO O CALDEIRÃO DO HUCK COMEÇA ELE JÁ GRITA: LUCIANO HUCK CHAMA EU, POR FAVOR…CHAMA, CHAMA…POR FAVOR…SOU O PEDRO HENRIQUE!!!!

nesse dia ele nem estava muito empolgado, tava meio doentinho…

Dia 26/10/2011…acordei muito engraçadinho…brinquei muito antes de ir pra escola…brinquei com a minha mamãe….pulei na cama…assisti…fiz palhaçada…coloquei até cuequinha na cabeça e a mamãe morreu de rir das minhas palhaçadas…

piscininha 3 - cuequinha

 

No dia 27/10/2011, acordei muito feliz….muito mesmo…comi muito…e como eu acordo muito cedo…deu tempo de dar umas pedaladas no condomínio antes de ir pra escola…

piscininha - Manhã de primavera

 

Dia 28/10  dia de ir na pediatra…iupiiiiii…adoooro…e meu amiguinho Davi foi comigo….

A mamãe quis q eu dormisse a tarde…eu não durmo mais a tarde, mas como tinha pediatra, tinha que dormir…aí ela comprou uma piscina bem legal pra mim…eu usei no banho a piscina

piscininha 7piscininha 6

piscininha 5piscininha

piscininha 2

ela é grandona…a mamãe improvisou ela no box…deixou meio enrugada….

Sou a filha do meio de cinco irmãos, duas mais novas a Raquel (caçula) e a Rosemary…e dois mais velhos a Roseli (primogênita) e meu único irmão Aíton Filho. Desde muito cedo tds reparavam na minha vocação pra crianças, sempre amei as crianças e sempre fui muito correspondida…A minha mãe sempre dizia que se eu casasse e não pudesse ter um filho que eu morreria de desgosto. Quando soube que seria tia pela primeira vez, a felicidade foi enorme, imensurável e nem precisa dizer que de cara eu me tornei a tia preferida. O amor pelo meu sobrinho foi uma coisa louca, grande demais pra tentar explicar. Quando comecei a namorar o meu esposo, eu já tinha 3 sobrinhos ( O Lucas, a Daniella e o Leandrinho). Eram muito pequenininhos ainda. A minha mãe me dava muita bronca, porque eu largava o namorado na sala pra ficar no quarto brincando com meus sobrinhos…e meu esposo também mostrou muita afeição às crianças, todo dia chegava com agradinhos pra eles, que viviam lá em casa, iam com muita frequência…até quando a gente saía pra comemorar o dia dos namorados levava eles…Em 2006, a gente marcou a data do nosso casamento depois de 8 anos de namoro…Fui na ginecologista, pra fazer uns exames pré-nupciais pois a minha intenção era casar e engravidar logo em seguida, pra enfim realizar o meu grande sonho: ser mãe.

Infelizmente, não foi  bem assim…a médica pediu vários exames e nesses exames descobri que tinha miomas, e que meu útero estava totalmente comprometido, 11 vezes alterado do seu tamanho…que precisaria passar URGENTE por uma intervenção cirúrgica. Faltando menos de 2 meses pro nosso casamento, passei por essa cirurgia. Eu já imaginava o que poderia acontecer, pra minha tristeza, uma parte de mim ficou naquela mesa cirúrgica…os meus sonhos de ser mãe foram retirados de mim, juntamente com meu útero, minhas trompas…mas espera aí…a vida continua, recebi muitas visitas e muitas palavras de esperanças…eu sabia que tinha perdido o útero, mas ainda tinha os ovários, que poderia fazer uma gravidez por substituição (barriga de aluguel)…mas só iria pensar nisso depois do casamento…52 dias depois da cirurgia estava casada e em viagem de lua-de-mel em Minas Gerais (São Lourenço).

imageimage

Nos primeiros meses de casada, nem me recordava dos meus problemas, meu marido sempre muito atencioso comigo, a gente aproveitando sempre que tinha um tempo pra passear, viajar…Melhor momento ainda não tinha tido, estava perfeito…nada fazia falta…Mas o tempo foi passando, nossos amigos então casados, todos com filhos novinhos, foi acendendo o desejo de ser mãe…Durante o dia, na correria do trabalho nem pensava muito…Mas quando chegava a noite, na hora que encostava a cabeça no travesseiro vinha a angústia, a tristeza, aí eu chorava…fazia o tudo pro meu esposo não perceber, porque ele  tão bonzinho, tão atencioso não merecia me ver triste…No primeiro e segundo ano de casados quantas decepções…surgia mulheres grávidas que queriam dar o bebê, que juravam que iam dar…mas na hora que nascia, mudava de ideia…cheguei a fazer enxoval…mas no fim nunca dava certo….fui em clínicas de inseminação artificial na tentativa de fazer barriga de aluguel, mas eu sabia que não seria esse o caminho também. Teve um dia que falando com a minha irmã Rosemary ela disse que eu tinha que ir atrás, que ficar em casa não ia resolver meu problema…que eu deveria me inscrever na fila de adoção, que se desde que eu me casei se eu tivesse na fila já estaria bem na frente…aí eu disse a ela que toda vez que eu marcava de ir a vara da infância pra me inscrever algo acontecia e não dava certo…que eu não sentia, mesmo sabendo que era o mais certo a fazer, eu sentia que não seria por esse caminho…da última vez que me enganaram dizendo que ia dar o bebê foi a gota d’água, eu fiquei muito iludida, como não deu certo eu sofri muito e disse que não queria mais pensar nesse assunto. Me desiludi muito. A minha irmã caçula teve uma filhinha em setembro de 2008. A Sophia…Em dezembro de 2008 fomos viajar pra Monte Verde (MG) foi uma delícia, só eu e meu esposo…uma lua de mel… no dia 31/12/2008 lá em Monte Verde fomos na igreja, Deus disse que 2008 tinha sido um ano de muitas decepções, mas que em 2009, já em janeiro viria a minha vitória, pra eu ficar prudente quando recebesse o meu recado, porque da mesma forma que as virgens prudentes era pra eu ter prudência. Na volta da viagem fomos à Serra Negra, encontramos uns amigos nossos lá, foi muito divertido…Chegamos em São Paulo dia 04 de Janeiro de 2009…no dia 05 um amigo nosso ligou disse que passou o final do ano em Fortaleza e que lá tinha uma garota grávida que iria dar a criança, com 18 anos na sua 4ª gestação, tinha dado o 1º , perdeu a guarda da 2ª, fez um aborto e estava grávida e teria o bebê por aqueles dias…Na hora que ele me ligou eu estava trabalhando, ele me deu um telefone, eu anotei mas achava que seria mais uma que iria me enganar…não liguei, daí o meu amigo me ligou de novo, disse que eu reclamava mas que  não fazia a minha parte…que ele estava querendo me ajudar e nada! na hora eu me lembrei da palavra, meu Deus, caiu a ficha…era o recado …liguei lá a menina disse que estava pra ter a criança naqueles dias que no máximo dia 10 nasceria…ela deu certeza que daria a criança, que não sabia o que era, que não tinha feito pré-natal…nem nenhuma ultrassonografia…a minha família e a família do meu esposo estava na torcida pra que fosse uma menininha, pra fazer companhia à minha sobrinha…e na família do meu esposo porque meu marido só tem 1 sobrinho…mas eu tinha feito um propósito com DEUS que se fosse meu, seria um menininho…eu nunca na minha vida tinha ido ao Nordeste do País…mas pra minha sorte, comprei a passagem pra Granja/CE pro dia 14 de janeiro, sempre ligava pra saber como iam as coisas lá…pra minha surpresa no dia 14 de janeiro no mesmo vôo a esposa do meu amigo que me ligou, que fez a intermediação estava indo passar 2 meses em Granja/Ce junto com a mãe dele que morava lá, e pra nossa surpresa, pegamos o mesmo avião, até as poltronas vizinhas, e detalhe elas haviam comprado essa passagem em setembro de 2008 eu comprei dia 12 de Janeiro de 2009.

Fomos pra Granja/Ce eu, a minha mãe, a mãe do Jander meu amigo, a esposa dele e o filhinho dele, chegamos em Fortaleza 3 horas depois…de Fortaleza pegamos um ônibus mais de 6 horas de viagem até Granja/Ce…só fui conhecer a moça grávida no dia seguinte (15/01/2009)…aluguei um carro  pra poder me locomover melhor naquela cidadezinha com pouca infra-estrutura…levei ela no hospital da cidade, foi aí que eu vi Deus trabalhando ao nosso favor…chegando no hospital, uma das enfermeiras era prima da Thaty, esposa do Jander. Ela nos encaminhou pra responsável do hospital, q por ter feito faculdade de enfermagem, era chefe das enfermeiras, que me auxiliou como eu deveria proceder judicialmente, onde eu deveria ir primeiro, foi muito simpática, muito prestativa e educada. Como não tinha nenhum ginecologista e obstetra de plantão no hospital e eu tinha pressa, pq a moça dizia q estava tendo contração direto e q estava passando da hora de nascer, q nos cálculos dela não passaria daquela semana, e eu queria estar ali qdo o bebe nascesse, mas não poderia me ausentar muito de casa, afinal tinha q ajudar o meu esposo, embora eu seja engenheira eu administro a firma do meu esposo, e larguei td em busca desse sonho. Com o carro q eu aluguei, levei a moça até Camocim, uma cidade vizinha, com uma estrutura um pouco melhor pra passar na clínica do médico q a enfermeira-chefe indicou. Chegando lá a recepcionista disse q seria com hora marcada, q ele não tinha horário na agenda, q tava de saída…mas qdo eu expliquei o motivo, q tinha saído de SP, q pagaria o  q ele cobrasse…ela entrou, conversou com ele…e ele resolveu nos atender…contei a ele q eu iria adotar o bebê…ele me chamou em uma sala particular (eu e minha mãe) e perguntou se eu estava ciente do que estava fazendo, q era loucura adotar uma criança de uma irresponsável como aquela, q nem o pré-natal havia feito…q o bebê poderia ter deficiência física ou mental…q poderia estar pegando um problema pro resto da minha vida, q qdo a mulher engravida ela tem q aceitar o filho como vier…mas q qdo a gente pode escolher, seria loucura…ele não sabia q era uma promessa de Deus… fomos à ultrassonografia…meu Deus que emoção ver meu bebê pela 1ª vez, o coraçãozinho dele batendo aceleradinho…as perninhas perfeitas…a cabeça…os dedinhos, não resisti comecei a chorar…a moça nem olhava pra imagem, tava com pensamento longe…perguntei a ela se ela não se emocionava nem um pouquinho, ela disse q não…me chocou muito…mas….deu pra ver td, menos o sexo…ele tava numa posição desfavorável, mas até isso foi a mão de Deus, pq eu pedi um sinal, q se fosse meu seria um menino…e tinha umas famílias de lá q queria o bebê, mas só se fosse menina…eu sabia q era menino…o médico disse q o bebê não nasceria por aqueles dias, q só nasceria em fevereiro, depois do carnaval, q ainda era pr final de fevereiro…estávamos no dia 15 de janeiro…mediante a isso, resolvi o q tinha q resolver, contratei uma advogada da cidade, fui no conselho tutelar…e olha a mão de Deus de novo ( a advogada era da família da Thaty e do Jander, foi muito legal, nos recebeu na casa dela …e o rapaz do conselho tutelar era amigo de infância do irmão do Jander e muito amigo da família). O fato de ser amigo da família ou mesmo da família não fez com q eu burlasse a lei não, mas eles me auxiliaram melhor qual caminho tomar…o q facilitou muito…e como o bebê não ia nascer por aqueles dias mesmo, dei uma ajuda a família da moça, levei no mercado e pedi pra pegar o q quizesse, q eu pagava…coitada, tão simples…pegou umas coisinhas, pouca coisa e td muito simples…Como não tinha mais nada a fazer lá, resolvi voltar pra agilizar a papelada requerida pela advogada. Na volta, passamos por uma situação difícil, deu um problema no avião, fizemos um pouso forçado. Tivemos que descer em Pernambuco, pegar outro avião…resumindo, uma viagem que seria de 3 horas e pouco durou uma noite td…saímos de Granja/Ce às 10:00 da manhã do dia 16/01 e chegamos  em Guarulhos/SP às 8:30 do dia 17 de Janeiro. Aproveitei agilizei a papelada q a advogada pediu, deixei td pronto e deixei a mala do bebê pronta, e uma minha pronta tbm, pro caso de ter q viajar às pressas…as minhas irmãs falavam assim, acho q vai ser uma menininha, já pensou, uma amiguinha pra Sophia…eu dizia: não, Deus vai me dar um garotão, vai se chamar Pedro…e qdo eu falava dele eu já me referia ao Pedrinho…

No dia 22/01/2009…como aqui temos horário de verão e lá não…eram 8 horas da manhã aqui, o fone tocou…fui atender, era do Ceará…eu quase gelei…a Zulene (mãe adotiva do irmão mais velho do meu filhote) falou assim: oi Rose bom dia, então Rose…foi hj de manhã…a moça descansou, tadinha…eu quase morri…pq aqui em SP qdo a pessoa morre a gente diz q descansou, mas lá qdo a mulher tá grávida e tem o bebê eles dizem q “descansou”…eu desesperada achando q ela tinha morrido, falei: meu Deus, mas como foi isso??? ela disse: então, o médico tava errado, num era pra fevereiro nada, ela acabou tendo o menino em casa, q vizinha ajudou no parto, o menino nasceu morto…naquela hora meu mundo desabou…aí ela menos eufórica, ela viu q tinha acabado comigo, aí me explicou q foi assim: ela passou mal na madrugada, chamou a vizinha, estava se ajeitando pra ir pro hospital, começou o serviço de parto, a vizinha ajudou, mas na hora que ele nasceu, não chorou e estava td preto, nem respirava…fizeram de td, deram tapinhas no bumbum e nada…a moça que teve o bebê se desesperou, disse meu Deus, coitada da Rose, vai vir de SP, já venho aqui, já gastou tanto, eu prometi e agora…e como por um milagre divino, ele começou a respirar, voltou…aí foram pro hospital, no trajeto de novo ele perdeu os sentidos e teve q ser reanimado e no hospital tbm…a moça tbm passou muiito mal, tadinha…retiraram a criança, mas deixara, tds os resíduos do parto, teve q fazer uma coletagem do material, a pressão dela caiu, ela tbm perdeu os sentidos e teve q ser reanimada…Eu cheguei no Ceará no mesmo dia, comprei a passagem do avião e já contratei um táxi q me aguardou no aeroporto em Fortaleza…nem dormi eu conseguia de tanta excitação…imaginando pegar meu filho no colo, ver sua carinha…e sem acreditar no q estava acontecendo…parecia um sonho…No dia 23/01/2009 eu só falava no bebê, nem dormi direito pensando na hora de pegá-lo, qual seria a sensação. A D. Socorro mãe do Jander tentava me acalmar, mas eu tava eufórica demais, nitidamente exaltada…a moça estava tão ansiosa quanto eu…disse q não adiantava dar alta q ela só saía do hospital qdo eu estivesse lá…Qdo estava em guarulhos liguei pra enfermeira-chefe avisando q estaria indo no próximo vôo, ela disse q esperava a minha chegada, e q já tinha avisado ao conselho tutelar….Quando chegamos no hospital, liguei pro rapaz do Conselho tutelar, foram pro hospital já com os papéis pronto…eu já tinha ido na advogada levar td a documentação requerida…ela providenciou, foi ao fórum da cidade…

Que emoção ver aquele ser tão pequenino…eu entrando no quarto, ela já disse: toma o seu filho, vou lá fora fumar…meu Deus…me entregou o filho como se entregasse uma bolsa….que Deus a proteja…ele estava ainda com a fraldinha do hospital…mas as enfermeiras esqueceram de colocar a presilha no umbigo dele, qdo eu fui trocar, eu perguntei: isso fica assim mesmo? aí q elas viram q tinham esquecido…aproveitei a ida dele, dei uma olhada naquele quarto…meu DEUS o q era aquilo? tinha 4 mães com seus filhos…uma sujeira enorme…pano ensopado de sangue no chão…muitas moscas, uma das bebezinhas (muito linda!) com a boquinha aberta  e uma mosca pousada na parte interna da boca…eu avisei a mãe, q abanou numa naturalidade…de repente uma perereca, rã (sei lá) surgiu pulando de cama em cama…um absurdo…eu fiquei impressionada com o q vi…um cheiro muito ruim, de coisa podre…nunca na vida imaginei ver uma cena daquelas…há 5 meses tinha nascido a Sophia, minha sobrinha querida, q nasceu em uma maternidade bem confortável em São Paulo…nunca imaginava q bebês nascessem naquelas condições…mas não podia mostrar minha cara de espanto, tentei no máximo agir com naturalidade…ah e esqueci de dizer, dessa vez eu tinha ido sozinha…só eu e Deus…coloquei o enxovalzinho dele, ele logo virou o principizinho do hospital, tds queriam ver o bebê que ia pra São Paulo…tds diziam, até a mãe biológica q o bebê era a minha cara…e de bebezinho já tinha aquela covinha na bochecha, q é marca registrada da minha família, e a mãe biológica disse: num sei de onde vem essa covinha, ninguem na família tem…mas eu sabia  rs   esse bebê era meu, meu pequeno guerreiro q já nasceu lutando…e detalhe: levei o enxoval td de menino, eu sabia q seria meu Pedrinho…

imageimage

Saí do hospital com meu príncipe no colo…uma vontade de gritar: Obrigado Senhor, por essa grande vitória!!!

Ele nasceu com 46cm e 2.675kg…..

Quando chegou na casa da D. Socorro (fiquei hospedada lá…só Deus pra pagar td q ela fez por mim…uma santa!) me bateu um medo, pensei: meu Deus e agora? não tenho leite, será q essa criança vai se adaptar à mim…será q vai aceitar o leitinho…dei uma mamadeira de 90mL de NAN 1, q ele devorou rapidinho…

imageimageimage

A D. Socorro, carinhosamente arrumou o melhor quarto da casa pra chegada do bebê…queríamos levar a mãe biológica pra lá, até q ela se recuperasse, pra se alimentar bem, e amamentar nosso príncipe, mas ela não quiz…colocou um jogo de cama azul muito lindo…Tão bondosa…A moça que trabalhava na casa dela, um amorzinho, q deu o 1º banho…o bichinho só deu uma resmungadinha…

Na noite do dia 23/01/2009 eu passei a noite acordada…admirando aquele ser lindo…qdo eu fui jantar à noite, um minutinho que saí um pernilongo picou meu bebezinho, aí eu percebi o amor que eu sentia…senti um ódio do pernilongo que não sosseguei enquanto não o matei…ficou uma marquinha perto do queixinho (foto)…tadinho…eu até chorei de raiva…

image

O umbiguinho caiu no dia 26/01/2009 às 20:15 , com apenas 4 dias, quando fui trocar  a fraldinha tava lá soltinho…

imageimage

No primeiro banho eu me saí muito bem, ele não chorou nem um pouquinho…sempre adorou tomar banho….

image

Logo na primeira semana que estive no Ceará, tive uma audiência com a Juíza, eu e a mãe biológica…estava muito tensa e apreensiva… A advogada entregou os documentos à juíza, q me elogiou disse q minha casa era linda (pq tive q juntar fotos da casa)…aí quebrou um pouco a tensão…a juíza perguntou pra mãe biológica: vc tem noção que está entregando o seu filho, e q à partir de hj vc não tem mais poder nenhum sobre essa criança e nem em momento algum da vida vai poder requerê-la, q essa entrega é irreversível…ela disse: “sim doutora, quando eu falo q eu dou uma “coisa” eu dou mesmo….é pra sempre, eu sei…” o jeito q ela me falou, me deu um frio na espinha, pensei “MEU DEUS, COMO ESSAS PESSOAS SÃO CRIADAS, Q VALOR DÃO NA VIDA, A PONTO DE CHAMAR UM FILHO DE COISA,  como se estivesse falando de um objeto, q estivesse dando, uma sandália usada…sei lá…coitada…Mas enfim…foi marcado uma outra audiência para ser ouvidas as testemunhas, meu esposo…Pq qdo uma criança é adotada, ela tem que ser aceita por tds, não só pela mãe, mas pela família, pelo pai, até pelos amigos…E no meu caso, a minha família estava ansiosíssima esperando nosso pequeno príncipe…Desde que nasceu eu ficava tirando fotos e mandando pelo celular…ele já tinha albinho no orkut das minhas irmãs…já era membro da família, pra minha mãe e irmãs era como se eu tivesse ter o filho em outro estado e estivesse demorando a ter alta, elas me ligavam o dia td pra saber dele…e eu tenho uma amiga querida a Dani Freitas q foi uma peça muito importante nessa minha conquista, ela foi madrinha do meu casamento, quantas vezes ela me consolava nos meu momentos de desespero, logo que eu me casei, um mês depois nasceu o filho caçula dela, eu ficava brincando: dá ele pra mim…se vc fosse minha amiga vc me dava ele…claro q era brincadeira, eu sei como é amor de mãe…e como sei…qdo eu disse q ia pro Ceará, ela ficou fazendo votos a Deus pra q desse certo, pq ela sabia das loucuras q eu já tinha feito, e cada vez q não dava certo o tanto q eu sofria…. Eu tava tão aflita no dia que recebi a notícia q o Pedrinho tinha nascido, q não conseguia de jeito nenhum comprar a passagem pra ir pro Ceará pela internet, foi ela q comprou pra mim ( muito obrigado, amiga) Ela também me ligava muito pra saber do meu tesourinho…Me lembro q estava com o Pedrinho com uns 2 dias de vida na rede e ela me ligou, eu fui atender escorreguei com ele, mas não deixei ele cair, fiquei com o pescoço td dolorido, mas ele nem acordou de tanto contorcionismo q fiz pra ele não sentir, nem cair (DEUS ME LIVRE)…

O que me deixava mais apreensiva era a reação do meu esposo…ficava com muito medo, de como ele iria agir… se iria amá-lo como eu já o amava…ele me ligava td dia, pra saber como estávamos e detelhes do nosso garotinho..aí eu disse que teria  a audiência, que já estava marcado a data, que se nessa audiência ele estivesse presente adiantaria o processo, caso contrário seria marcado outra aqui em Sampa pra ele ser ouvido, e testemunhas que nos conheciam aqui…aí ele já providenciou a ida pro Ceará, combinou com o Jander e foram de carro…coitados…3 dias e 3 noites praticamente direto. O meu esposo dirigiu esses 3 dias e 3 noites, quase sem descansar e sem revezar…tinham q chegar antes da  audiência…e deu td certo…a reação dele quando viu nosso bebê pela primeira vez, foi a reação de qualquer pai amoroso quando vai na maternidade ver a esposa que acabou de dar à luz…ficou emocionado, a felicidade ao vê-lo apagou o cansaço que estava estampado no rosto, e a alegria saltava pelos olhos…depois do banho tomado, ele foi se trocar, e como demorava muito pra sair do quarto, abri a janelinha do quarto pra ver o pq demorava, se estava td bem, e pra minha surpresa, ele estava ajoelhado no chão, conversando bem baixinho com o nosso anjinho, acariciando suas mãozinhas, beijando…ficamos ali na janelinha sem fazer barulho e sem q ele nos visse alguns minutos…a minha felicidade estava completa…éramos a família mais feliz do mundo naquele momento…

image

Na 2ª audiência a Juíza queria ouvir o “pai” (meu esposo) – 2 testemunhas de Guarulhos e uma testemunha do Ceará… foram ouvidos, foi emocionante o Jander citou a cena da janelinha, do momento de afeto do meu esposo Valter com nosso anjinho… a esposa dele, a Thaty tbm contou um pouco do q passei sem poder ter filho, q era nosso sonho e de como amávamos criança…e da nossa união em busca do nosso sonho…a D. Socorro, uma mulher abençoada por DEUS ( q Deus continue te abençoando, sempre mais…)também foi ouvida e nos ajudou muito, nessa empreitada…Saímos de lá com a guarda provisória do nosso bebê, o q poderia ser feito por lá tinha sido feito, agora era voltar pra casa…era a hora da viagem demorada, e agora ia ser mais demorada ainda, pq estávamos com  nosso bebê…

Muito obrigado a tds q nos ajudaram D. Socorro e esposo, a Mentinha q foi um amor conosco…tds…a Zulene q me ajudou muito tbm…tds…nosso eterno MUITO OBRIGADO!!!

A viagem de volta até q foi tranquila, compramos um bebê conforto, pro nosso bebê viajar confortável… q medo meu Deus, quanta responsabilidade…muito calor nesse Nordeste….mas deu td certo, paramos em várias pousadas pra descansar, tomar banho…dar banho no nosso anjo…ferver as mamadeiras, lavar e ferver as térmicas…vendo assim parece simples…mas foi uma barra…Chegamos em Guarulhos no dia 06/02/2010…nosso bebê já tinha 15 dias…sexta feira à noite… cansadíssimos, mas as minhas irmãs se reuniram, queriam ver nosso bebê naquele msm dia, não iriam aguentar esperar pro dia seguinte….passamos lá e aproveitei pra dar um banhinho no nosso anjinho…

Enfim apresentamos ao nosso bebê o seu lar…seu novo e feliz lar…

No domingo, 08/02/2010. o Pedrinho com 17 dias, foi feita a festinha de recepção dele e chá de bebê…rs   foi td muito lindo

 

Pura diversão

 

Em  continuação a comemoração do Dia das Crianças, na minha escolinha teve o “Teatro de Pais”…A minha mamãe toda terça-feira, esperava eu dormir e ia pro ensaio…eu nem sabia, porque eu ficava dormindo com o meu papaizinho…e ela lá…aquecendo pro grande dia…

Dia 19/10/2011 foi a apresentação…Vocês nem imaginam o mico que a minha mãe pagou pra me ver sorrindo…Ela e outros pais fizeram o papel de que estavam num acantonamento (iam dormir na escola)…a minha mamãe tava de pijama, dois laços no cabelo, com o meu dogão…e na peça as crianças sonhavam…e tinham 4 estórias, que era o sonho das crianças…Na primeira estória (O macaco sem rabo….) a minha mãe era a moça do pão…kkk…ela foi tbm o leão…na primeira peça eu ri…eu participei…eu dei xau….mas o Davizinho chorou e a Renata pegou ele e levou pro “palco”…aí eu chorei tbm…pra ver se a minha mãe me levava tbm (rs)…

 

pijama

 

Na sexta-feira dia 21/10/2011 eu acordei pedindo quibe e pastel…a minha mamãe ficou aflita pq não tinha feira por perto…ela me deu bisnaguinha na chapa…mas eu queria quibe e pastel…cheguei na escola, não quis ficar…queria quibe e pastel…a mamãe me trouxe pra casa….tentou até brincar comigo, mas eu queria quibe e pastel…fomos na pastelândia…iupiiiii….comi tantos pastéis…depois fomos no parquinho ao lado da pastelândia…olha eu aí:

ph parque

ah..tem uma novidade…eu não uso mais fraldas…(só pra dormir, mas não conta pra ninguem tá)rss…a mamãe ficou toda orgulhosa…pq eu peço pra ir no banheiro, já sou um mocinho…o papai comprou um monte de cuequinhas pra mim…coloridas…eu adorei…

07/10/2011

O Pedrinho sempre foi um bebê muito risonho e comunicativo…sempre irradiando sorrisos e gracinhas pras pessoas ao seu redor…Em 2009, quando ele tinha apenas 10 meses de idade fomos pra Monte Alegre do Sul, em um Hotel Fazenda muito gostoso…o Pedrinho foi a sensação…ria pras pessoas…mandava beijos, dava tchau…foi passando os meses e cada vez ele mais esperto e simpático…começou a soltar palvras muito cedo…td mundo achou que ele seria um tagarela…e como ele era muito elétrico…corria muito, pulava muito, me aconselharam a colocar na escolinha, porque ali ele teria mais atividades, teria disciplina e ia mudar esse jeitinho elétrico de ser…algumas amigas achavam que era cedo demais, que ele já era muito descontraído que não precisava ir tão cedo pra escola…mas eu decidi que com 2 anos completo ele iria pra escolinha…Foi muito difícil a adaptação dele….ele regridiu muito….o que ele não chorou até os 2 anos ele chorou em 1 mês de adaptação…coisas que ele estava super avançado, como a fala ele voltou quase a estaca zero…nos primeiros dias de aula ele entrava por conta própria…corria pra dentro da escola…tudo isso foi mudando…ele foi regridindo e isso começou a me dar medo, preocupação…mas ali ninguém conhecia ele..não iria acreditar que ele era muito mais que aquilo…que ele era outro, que eu não estava reconhecendo meu próprio filho…Mas eu sabia que tudo isso iria passar…E nesse momento eu contei com a ajuda de algumas pessoas, em casa tinha a babá Elisangela que o amava e cuidava com carinho e na escola as 2 professoras Andressa e Bruna…Ele se apegou de uma forma impressionante a Bruna…e com o tempo ele voltou a desenvolver …

Mas tem coisas que vão acontecendo na vida e a gente vai adaptando a essas mudanças…e hoje 07/10/2011 foi o último dia da pro Bruna na escola, por razões pessoais ela teve que sair da escola, fizemos uma festinha pra ela…mas estou apreensiva pela segunda feira…como ele vai reagir frente as mudanças que estão por vir….  Bom, um muito obrigado a Bruna e que dê tudo certo na escolha dela e quanto ao meu filhote Pedro Henrique, que essa nova adaptação seja bem mais tranquila….

ph escola 3

Nuvem de tags